O Campeão Não Nasce Pronto: Lições Para A Hora H

Acreditar que agir é mais difícil do que decidir é um grande equívoco.

Se você está parado, você vai ficar parado. E se você estiver caminhando para uma direção, você vai continuar caminhando para aquela direção. Quantas pessoas não vemos fazerem diversos planos, mas nunca avançam?

Um dos melhores livros que já li na minha vida é o livro escrito pelo psicólogo e ex-atleta de tênis, François Ducasse, intitulado “Cabeça de Campeão”. E uma das passagens diz o seguinte: “Existem dois jogos; o jogo externo e o jogo interno. Um acontece fora, o outro dentro, na nossa mente. Antes de iniciar qualquer jogo na sua vida, você precisa saber qual jogo vai jogar. Só dá para ser competitivo se você entender as regras do jogo que você vai jogar”.

Tenha claro seus objetivos, planeje de maneira estratégica, para que cada ação faça você ficar mais próximo do que deseja. E entenda que se no meio do caminho você mudar de ideia, está tudo bem, desde que essa mudança faça você avançar em direção do resultado.

Há algumas semanas, entrevistei em meu podcast a Bianca Andrade, conhecida como Boca Roca, e durante a entrevista, ela comentou que às vezes, ela vai com medo mesmo. Expliquei para ela que isso não é verdade, que eu discordo do discurso: “Se está com medo, vai com medo mesmo”. Pois a partir do momento que a gente avança, temos coragem. 

A diferença entre o medroso e o corajoso é a atitude. 

Enquanto o medroso não sai do lugar, o corajoso, mesmo com medo, avança. Todo mundo sente medo, até mesmo as pessoas bem-sucedidas, mas a forma como lidamos com ele é que faz toda diferença.

A Regra de Ouro do Aprendizado

As pessoas costumam ter medo do tempo, na verdade, de perder tempo. Por isso, é importante aprender a dominar o tempo, saber usá-lo a seu favor. Afinal de contas, esse é o ativo mais valioso que temos e o único que é igual para todos. Então, esteja sempre preparado.

Afinal, o mercado vai analisar a sua capacidade de gerar riqueza, não vai questionar suas notas escolares. Pare de usar a desculpa de que não aprendeu na escola ou na faculdade, você é adulto e ninguém te deve nada. A escola nunca te prometeu sucesso. Você precisa estar sempre buscando conhecimento, mas entenda que o aprender vai muito além de ler um livro, assistir um documentário ou participar de cursos.

 

A regra de ouro do aprendizado é o modelo 70-20-10:
  • 10% do tempo: ler, estudar, anotar. Isso já será o suficiente para o seu aprendizado, senão, você passará a sua vida profissional inteira apenas melhorando a ferramenta.
  • 20% do tempo: perguntando para consultores, conselheiros, mentores, pessoas, buscando feedbacks assertivos. Perguntando para as pessoas certas.
  • 70% do tempo: executar, agir. Não adianta você apenas estudar, se você não tiver atitude, se não agir. Vivendo o agora.

 

Ou seja, primeiro você entra em ação, depois entende o que está acontecendo e assim identifica o que realmente precisa, e aí sim, você pede conselho para a pessoa certa. Pedir conselhos para a pessoa errada fará você tomar decisões erradas.

Outra dica que tenho para te dar é compartilhar com outras pessoas o que você aprendeu, isso fará o conhecimento fixar na sua menta. E descubra maneiras de usá-lo tanto na vida pessoal como na profissional.

A Hora H: Como o Esporte Preparou-me Para o Sucesso

Como sabem, eu vim do esporte. E o esporte me moldou, transformou minha mentalidade. Hoje, muito do que aprendi nas piscinas continuo aplicando em minha vida pessoal e profissional. A natação me ensinou e mostrou que O CAMPEÃO NÃO NASCE PRONTO.

Tudo é questão de técnica, treino, disciplina. Todos somos capazes de aprender algo novo, basta a gente querer aprender, estar disposto ao aprendizado. Quando eu era atleta, li um livro, apliquei as técnicas que aprendi na piscina e ganhei a prova. Depois disso, comecei a mudar o meu modelo mental.

Recentemente, palestrei pela primeira vez em inglês. Algumas pessoas podem achar que foi fácil, por isso, fiz questão de compartilhar nas redes que eu senti medo. Inglês não é a minha língua nativa, era a primeira vez que eu ia palestrar em um evento internacional onde a plateia era de várias nacionalidades.

Foram dias treinando, aprimorando as técnicas. E na HORA H, performei. Entrei no palco com o mesmo sentimento de uma competição importante de natação. Pensando, recapitulando todo meu conhecimento. E naquele momento percebi que não devemos pensar por quem, e sim, pelo que.

Na Hora H, não pense por quem você está fazendo aquilo, pense no porquê está fazendo aquilo. O seu “quem” saberá o quanto isso é importante a longo prazo. O que você plantar hoje, colherá amanhã.

O erro mais comum que vejo as pessoas cometerem, quando precisam performar em alguma apresentação importante, é se preparar para aquele dia, para aquele momento. Mas quando chega a hora de mostrar o que realmente sabem, falham.

Então, mais importante do que se preparar para o DIA D, é se preparar para A HORA H.

Indicações:

🤳🏽 Nas redes sociais: Conheça a trajetória, os desafios de sua carreira musical e os bastidores da série SINTONIA na Netflix, com MC Jottapê, certeza que você irá se inspirar. 

🎙️ Indicação de Podcast: Patrimônio brasileiro, Hortência Marcari, conta sua história de sucesso dentro e fora das quadras.  

19 e 20 de Outubro
Alphaville, Barueri/SP

Edição 2024
- O TRABALHO DEVOLVE

continue lendo

Inscreva-se na
newsletter semanal
e receba insights práticos para sua vida e carreira.

Mídias Sociais

© Copyright 2024 Joel Jota. Todos os direitos reservados.